QUEM SOMOS E NOSSO COMPROMISSO

Somos uma igreja evangélica, pentecostal, fundamentada na Palavra de DEUS, da qual não abrimos mão de sua importância para o crescimento da igreja e das pessoas.



quarta-feira, 18 de outubro de 2017

PEDRO REPREENDIDO POR JESUS


I-INTRODUÇÃO

MATEUS 17:24-27-24 Tendo eles chegado a Cafarnaum, aproximaram-se de Pedro os que cobravam as didracmas, e lhe perguntaram: O vosso mestre não paga as didracmas?
25 Disse ele: Sim. Ao entrar Pedro em casa, Jesus se lhe antecipou, perguntando: Que te parece, Simão? De quem cobram os reis da terra imposto ou tributo? dos seus filhos, ou dos alheios?
26 Quando ele respondeu: Dos alheios, disse-lhe Jesus: Logo, são isentos os filhos.
27 Mas, para que não os escandalizemos, vai ao mar, lança o anzol, tira o primeiro peixe que subir e, abrindo-lhe a boca, encontrarás um estáter; toma-o, e dá-lho por mim e por ti.

Novamente Jesus está em sua casa, Cafarnaum, que é a cidade de Pedro, para onde foi quando foi expulso de Nazaré.

Assim que Jesus se achega a cidade, desta vez quem os espera são os oficiais do templo, que estavam cobrando o imposto, que era anualmente exigido de cada judeu, como oferta para manutenção do templo, como podemos observar em EXODO

EXODO 30:13-13 Dará cada um, ao ser alistado, meio siclo, segundo o siclo do santuário (este siclo é de vinte jeiras); meio siclo é a oferta ao Senhor.

Este imposto é um imposto especial de registro, de censo em Israel, servia como memorial da provisão da redenção de Deus ao seu povo, equivalia a hoje em mais ou menos: R$ 120,00 (cento e vinte reais)
As pessoas que exerciam serviços no Templo eram isentos dos impostos, isto acontecia com: os sacerdotes, rabinos, levitas e todos os que tinham funções e serviços. 

Jesus porém como filho de Deus, Messias e Rabino portanto não deveria ser obrigado a pagar o imposto.
Mas a reação de Pedro ao ser questionado pelos cobradores se o mestre recolheria ou não o imposto é bastante esclarecedora.

II- CUIDADO AO AGIR OU DAR AS RESPOSTAS SÓ PARA ALEGRAR A QUEM OUVE

Veja que ao ser confrontado pelos cobradores de impostos, sobre a atitude de Jesus em relação ao importo do templo, se ele pagaria ou não, Pedro com o temor do que uma negativa pudesse produzir, quase que sem pensar diz que Jesus pagava sim.

MATEUS 17:25-25 Disse ele: Sim. Ao entrar Pedro em casa, Jesus se lhe antecipou, perguntando: Que te parece, Simão? De quem cobram os reis da terra imposto ou tributo? dos seus filhos, ou dos alheios?

Ora o imposto era cobrado dos súditos e não dos reis e da família real, que da mesma forma que aqueles que exerciam alguma função no templo, como levitas, rabinos, sacerdotes, eram isentos, portanto tanto por ser Jesus o messias, rei e salvador, rabino, era legalmente isento da taxa, mas Pedro quis não trazer mais sobre eles uma visão contraria daqueles homens e para agrada-los falou que Jesus pagava sim.

Perceba uma coisa Jesus nunca se importou em agradar a seus ouvintes, mas sempre se importou com ministrar a verdade, a ponto de que muitos de seus discípulos achavam muito duro viver dessa maneira.

JOÃO 6: 60-61- Muitos, pois, dos seus discípulos, ouvindo isto, disseram: Duro é este discurso; quem o pode ouvir?
61 Mas, sabendo Jesus em si mesmo que murmuravam disto os seus discípulos, disse-lhes: Isto vos escandaliza?

Muitos dos seus discípulos desistiram de segui-lo por causa de sua mensagem que priorizava a verdade e não agradar pessoas

JOÃO 6: 66 Por causa disso muitos dos seus discípulos voltaram para trás e não andaram mais com ele.

E Jesus questiona os seus doze discípulos se queriam seguir o mesmo caminho

JOÃO 6: 67 Perguntou então Jesus aos doze: Quereis vós também retirar-vos?

Muitos são os servos de Deus, que não resistiram em agradar a homens e a  fazer a vontade dos homens e se deram muito mal. O maior exemplo talvez seja o de Aarão, que de tanta insistência dos judeus abriu mão da verdade e fez o bezerro de ouro.

EXODO 32: 1 Mas o povo, vendo que Moisés tardava em descer do monte, acercou-se de Arão, e lhe disse: Levanta-te, faze-nos um deus que vá adiante de nós; porque, quanto a esse Moisés, o homem que nos tirou da terra do Egito, não sabemos o que lhe aconteceu.
2 E Arão lhes disse: Tirai os pendentes de ouro que estão nas orelhas de vossas mulheres, de vossos filhos e de vossas filhas, e trazei-mos.

Irmão você precisa estar convicto de sua fé, de sua responsabilidade e de seu chamado, lembrando que você foi escolhido por Cristo para pregar e viver a verdade, o que significa na maior parte das vezes incomodar, irritar as pessoas ao seu redor, pois você não fala, pratica, nem transmite nada de si mesmo, mas aquilo que ouve do SENHOR JESUS

Atos 4: 19 Mas Pedro e João, respondendo, lhes disseram: Julgai vós se é justo diante de Deus ouvir-nos antes a vós do que a Deus;
20 pois nós não podemos deixar de falar das coisas que temos visto e ouvido.

Seremos muitas vezes questionados, confrontados, porque o mundo não vai aceitar o que e certo, mas não devemos mudar aquilo que é a verdade

GALATAS 1:10-10 Pois busco eu agora o favor dos homens, ou o favor de Deus? ou procuro agradar aos homens? se estivesse ainda agradando aos homens, não seria servo de Cristo.
GALATAS 2:20-20 Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé no filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim.

Pedro com medo de que Ele, Jesus e seu ministério pudessem ser vistos como pessoas erradas, aceitou assumir que pagariam o imposto que não era devido por Jesus, para aplacar a ira do mundo, irmãos jamais faça isso.

Nunca se acovarde, nunca se sinta pressionado ou sem saída a fazer a vontade do mundo em relação a vontade de Deus, pois o Espirito Santo te dará força. Coragem que junto com a autoridade que já está sobre você, fara com que seus ofensores se aquietem.

Jesus em Nazaré começou a ensinar na sinagoga

LUCAS 4: 14 Então voltou Jesus para a Galiléia no poder do Espírito; e a sua fama correu por toda a circunvizinhança.
15 Ensinava nas sinagogas deles, e por todos era louvado.
16 Chegando a Nazaré, onde fora criado; entrou na sinagoga no dia de sábado, segundo o seu costume, e levantou-se para ler.

Diante da exposição de Jesus mostrando ser o messias, que ali havia se cumprido a promessa da Palavra, deixou-os irritados a ponto de o levarem a um despenhadeiro para precipita-lo de lá

LUCAS 4: 28 Todos os que estavam na sinagoga, ao ouvirem estas coisas, ficaram cheios de ira.
29 e, levantando-se, expulsaram-no da cidade e o levaram até o despenhadeiro do monte em que a sua cidade estava edificada, para dali o precipitarem.

Mesmo nesta situação de uma multidão para o empurrá-lo desfiladeiro abaixo, Jesus no poder e na autoridade do Espirito Santo, passou por eles sem sofrer nenhum mal.

LUCAS 4: 30 Ele, porém, passando pelo meio deles, seguiu o seu caminho.
31 Então desceu a Cafarnaum, cidade da Galiléia, e os ensinava no sábado.
32 e maravilharam-se da sua doutrina, porque a sua palavra era com autoridade.

Sempre se posicione na verdade, não para agradar pessoas ao seu redor

II TIMOTEO 3:12-12 E na verdade todos os que querem viver piamente em Cristo Jesus padecerão perseguições.

III- NUNCA DEIXE UM ERRO, SEM CONFRONTAÇÃO, PORQUE SENÃO ELE SE REPETE

Pedro errou assumindo uma resposta para agradar aos cobradores de impostos, pois ele conhecia a lei e sabia que pela posição de Jesus ele estava isento de pagar, mas aceitou dizer sim para agradar aos homens.

Jesus sabendo disso, imediatamente quando Pedro entrou em casa, Jesus foi a Pedro para confrontá-lo de sua postura, veja que a Palavra revela que Jesus não deixou passar nenhum momento, ELE se antecipou, ou seja, não deixou para depois, não deixou Pedro se explicar, mas foi e lhe confrontou o erro, sua atitude, para ensinar e acabar com uma postura errada.

MATEUS 17:25-26-25 Disse ele: Sim. Ao entrar Pedro em casa, Jesus se lhe antecipou, perguntando: Que te parece, Simão? De quem cobram os reis da terra imposto ou tributo? dos seus filhos, ou dos alheios?
26 Quando ele respondeu: Dos alheios, disse-lhe Jesus: Logo, são isentos os filhos.

Irmãos tem gente que acha que confrontar é algo ruim, que é sinônimo de briga, confusão, mas não é, é sim:  é correção, ensino, discipulado, de maneira que a pessoa entenda aonde errou e não caia mais neste erro.

Você não vê Jesus gritando, irritado, reclamando com Pedro, mas ensinando o correto, para que Pedro não voltasse a cair no mesmo erro.

Tanto é verdade que ao reconhecer o erro, Jesus para não deixar Pedro em situação ruim, pois havia dito que pagaria, mandou que Pedro pagasse para que eles não ficassem escandalizados e Pedro em uma má situação.

A Repreensão foi aceita por Pedro, ao contrário de muitos hoje, que quando necessitam serem repreendidos ficam tristes, abatidos, e até abandonam a fé.

A Palavra de Deus diz que

Não devemos desprezar a correção do SENHOR porque ELE faz isso por amor a nós

PROVERBIOS 3: 12 porque o Senhor repreende aquele a quem ama, assim como o pai ao filho a quem quer bem.

Somos abençoados quando somos corregidos por Deus

JO 5: 17 Eis que bem-aventurado é o homem a quem Deus corrige; não desprezes, pois, a correção do Todo-Poderoso.

Que cada um de nós deveria querer, pedir a correção como vários homens de Deus a pediram

JEREMIAS 10:23-24-23 Eu sei, ó Senhor, que não é do homem o seu caminho; nem é do homem que caminha o dirigir os seus passos.
24 Corrige-me, ó Senhor, mas com medida justa; não na tua ira, para que não me reduzas a nada.

SALMOS 139:23-24-23 Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece os meus pensamentos;
24 vê se há em mim algum caminho perverso, e guia-me pelo caminho eterno.
SALMOS 85:8-8 Escutarei o que Deus, o Senhor, disser; porque falará de paz ao seu povo, e aos seus santos, contanto que não voltem à insensatez.

Alguns porém não a aceitarão, a desprezarão e até a odiarão o que lhes causará danos.

PROVERBIOS 5: 12-14- e digas: Como detestei a disciplina! e desprezou o meu coração a repreensão!
13 e não escutei a voz dos que me ensinavam, nem aos que me instruíam inclinei o meu ouvido!
14 Quase cheguei à ruína completa, no meio da congregação e da assembléia.
PROVERBIOS 29:1-1 Aquele que, sendo muitas vezes repreendido, endurece a cerviz, será quebrantado de repente sem que haja cura.

Irmãos Pedro ouviu, entendeu, aceitou e por isso se tornou um grande servo de Deus, cheio de unção e poder de Deus, fazendo através de sua vida vários sinais e prodígios: cura do aleijado na porta do templo (ATOS3:6-7), Doentes curados com a passagem da sombra de Pedro (ATOS 5:15-16), A ressurreição de Dorcas (ATOS 9:36-37,40) e Eneias curado de Paralisia (ATOS 9:33-34).

Mas quantos fecham seu ouvido em caem em ruina.

O que é melhor viver uma vida religiosa de mentira onde fazemos o que queremos e ninguém nos exorta ou andar as vezes de maneira dura sendo repreendidos para a nossa benção ou crescimento

Pedro ainda em determinado momento quando os judeus foram até os gentios a quem Paulo evangelizava, foi repreendido por Paulo por tomar atitude errada e aceitou. (GÁLATAS 2:11-14).


IV- AGRADAR AOS OUTROS TRAZ SOBRE NÓS UM SACRIFICIO DESNECESSÁRIO

Pedro, Jesus e seus discípulos voltavam a Cafarnaum, depois de ministrações pelas cidades, e assim que chegaram a cidade, para alimentar-se, descansar, depois de um trabalho duro, Pedro tem o encontro com os cobradores de impostos e responde que aceitaria pagar o imposto do templo apenas para agrada-los.

Ao chegar diante de Jesus, é confrontado sobre seu erro, porém para que ele não fique numa situação de escanda-lo perante aqueles homens o SENHOR manda que Pedro vá pescar para pegar dentro da boca do peixe a moeda e pagar o imposto.

Ou seja mesmo cansado da viagem, com fome, teve que sair de casa, andar até o rio e esperar o tempo de fisgar o peixe, um trabalho que não seria necessário se tivesse respondido corretamente.

Assim é conosco quando não vivemos a Palavra corretamente temos trabalhos, sacrifícios desnecessários pelos quais passamos.

Portanto viva a verdade, a Palavra de Deus e seja protegido de sacrifícios e desgastes desnecessários.

Deus prove ao final o necessário (moeda) mas o trabalho é seu e poderia ser o momento do descanso, da alimentação do refrigério, um tempo gasto em vão.

CONCLUSÃO

Aprendemos o cuidado com a precipitação e CUIDADO AO AGIR OU DAR AS RESPOSTAS SÓ PARA ALEGRAR A QUEM OUVE, devemos falar sempre a verdade, não importando se as pessoas vão aceitar ou não.

Aprendemos ainda que NUNCA DEVEMOS DEIXAR UM ERRO, SEM CONFRONTAÇÃO, PORQUE SENÃO ELE SE REPETE; e pode nos causar uma série de dificuldade.

E por fim aprendemos QUE AGRADAR AOS OUTROS, EM DETRIMENTO DA VERDADE, TRAZ SOBRE NÓS UM SACRIFICIO DESNECESSÁRIO.




Nenhum comentário:

Postar um comentário